PUBLICIDADE

Sábado, 06 de Marco de 2021

Unidades de saúde do Estado estão sem coleta de lixo hospitalar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Conselho Regional de Medicina de Rondônia (CREMERO) está cobrando do governo estadual explicações sobre a paralisação da coleta de lixo hospitalar nas unidades de saúde de Porto Velho. O caso foi denunciado na terça-feira (24) na imprensa e também chegou ao conhecimento do Conselho de Medicina.

Nesta quarta-feira, a entidade reuniu a imprensa para informar que as cirurgias de emergência nos hospitais serão suspensas por falta de coleta de lixo e resíduos hospitalares.

O sistema de Saúde no estado de Rondônia vem passando por uma crise envolvendo o serviço de coleta de lixo hospilar de suas unidades. Acontece, que o contrato com a empresa responsável terminou nesta última segunda-feira (23) e o Estado ficou sem esse serviço.
No inicio desta terça-feira (24) um vídeo registrou o momento em que funcionários da empresa responsável pelo serviço retiravam os coletores de lixo nas salas e corredores do hospital Cosme e Damião.
Em outro vídeo, servidores mostram que estão armazenando o lixo em caixas de papelão forradas com saco plástico. Isso para evitar um problema maior que possa gerar infecções hospitalares ou contaminações.
Explicação da Sesau 
Em nota A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) afirmou  está trabalhando para que a contratação da empresa prestadora do serviço de coleta do lixo biológico dos hospitais estaduais seja compactuada ainda hoje e que os serviços sejam restabelecidos.

Fonte: João Paulo Prudêncio - Rondoniaovivo.com

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️