PUBLICIDADE

Terça-Feira, 24 de Novembro de 2020

Regularização fundiária da Amazônia será discutida na Câmara

Conflitos agrários em Rondônia também devem ser tema de debate entre deputados e representantes de entidades

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A medida provisória (MP) 910/19, que estabelece novos critérios para a regularização fundiária de imóveis da União e do Incra, será tema de audiência pública na quarta-feira (4). Devem participar representantes de movimentos sociais, professores e outros especialistas.

A regularização de que trata o texto inclui assentamentos ocupados até maio de 2014, com área de até 15 módulos fiscais. Com a medida, o governo diz que  beneficiará cerca de 300 mil famílias. O módulo fiscal é uma unidade fixada para cada município pelo Incra e varia de 5 a 110 hectares.

A MP altera a Lei 11.952/09, que até então limitava a regularização a imóveis de até quatro módulo fiscais, ocupados até julho de 2008, e apenas na Amazônia Legal, abrangendo a totalidade dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de parte do Maranhão e do Mato Grosso, perfazendo uma superfície de 5.217.423 km², o que corresponde a cerca de 61% do território brasileiro.

Presidido pelo deputado Lucio Mosquini (MDB-RO), o colegiado tem como relator o senador Irajá (PSD-TO).

Foram convidados:

– o professor Carlos Frederico Marés de Souza Filho, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná;
– o professor Gerd Spavoreck, da Universidade de São Paulo;
– Hercules Jackson, especialista em Direito Ambiental;
– representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag);
– representante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib);
– representante da Via Campesina;
– representante da Comissão Pastoral da Terra Nacional (CPT);
– representante da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq);
– representante do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS);
– representante da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia.

A reunião será realizada às 14 horas, na ala Alexandre Costa, no Senado.

 

Fonte: Câmara dos Deputados

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️