PUBLICIDADE

Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

Marcos Rocha afirma que governo vai concluir cinco quilômetros de asfalto no Belmont

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O Governo de Rondônia tem executado obras em todo o Estado. Tendo como alvo a melhoria das estradas estaduais, decidiu fazer algo a mais e incluiu a Estrada do Belmont, via municipal, no pacote de obras, devido à relevância econômica e social para Porto Velho, e que agora segue para a etapa de asfaltamento. Na manhã desta quarta-feira (26), o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, acompanhando do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagens e Transportes (DER-RO), Elias Rezende, fiscalizou o início da pavimentação asfáltica que vai abranger cinco quilômetros até o fim de 2020, projetando o patrolamento com encascalhamento de mais cinco quilômetros, após a conclusão do asfalto.

O governador lembrou que a estrada já recebeu uma base forte, inclusive com uso de pedras doadas por usina, pois a mesma é rota de escoamento de produção agrícola, e principalmente de combustível. Também foi feito o alteamento da via, para não correr o risco de inundação, como historicamente acontece no período de cheia do rio Madeira.

Além disso, a ordem dada para as obras nas estradas estaduais é a mesma para esta estrada, que pertence ao município: qualidade. ‘‘Eu não aceito fazer asfalto casca de ovo, a missão dada ao DER é fazer uma obra de qualidade. Essa depois de compactada deve ficar com uns sete centímetros’’, assegura Marcos Rocha.

O Estado não pode ficar aguardando que alguém tome a iniciativa, as ações têm que ser adotadas. Então nós fizemos as economias devidas no ano passado, que foi um ano muito difícil, sem recurso e tendo que cumprir teto de gastos, para poder agora ter recurso para atender a população. Fizemos nosso dever de casa de tal forma que Rondônia é considerado o Estado com maior solidez fiscal”, explica o governador.

Na ocasião, também houve o recebimento de dois rolos compactadores pé de carneiro, doados ao DER através de convênio pela Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Um deles será usado para as obras na Estrada do Belmont.

ESPERANÇA

A reivindicação por melhorias na Estrada do Belmont foi, ao longo de décadas, motivo de inúmeros protestos da população pelo tráfego pesado em uma via cheia de erosão e pela poeira constante que afetava as famílias. Mas, agora com a ordem dada e com o vai e vem das máquinas, ressurge uma esperança nos moradores de ver a via em condições de trafegabilidade.

O marinheiro fluvial de máquina, e que possui residência na Estrada do Belmont, Alexsandro Mendonça, acompanhava a movimentação do maquinário e da equipe do DER com a alegria de saber que as dificuldades serão, em breve, superadas e os moradores terão dignidade com a conclusão da obra.

Maria Gomes, contou do contentamento da obra colocar um fim ao sofrimento dos moradores da região

”Esperamos por essa obra por muito tempo, fizemos várias manifestações, mas não chegávamos a êxito, e agora graças a Deus com todo esse preparo que estamos vendo vai ser feita uma obra boa. Estamos muito felizes”, conta.

A aposentada Lena Pedreira, 74 anos, moradora da região há mais de 30 anos vive a expectativa de ver a estrada asfaltada. ”É uma benção para nós que não aguentamos mais tanta poeira. Terminava de arrumar a casa, passava uma carreta e cobria tudo de poeira. Era só buraco e ninguém ajeitava, agora vai ficar bom, será um asfalto de qualidade”.

Maria Gomes, 79 anos, moradora do local há 40 anos, ressaltou a importância da obra e que tem acompanhado a trajetória de avanços do Governo de Rondônia. “‘Tudo sem asfalto fica muito difícil, a gente sofre muito, então essa obra é muito importante, que Deus abençoe esse Governo”.

Fonte: Vanessa Moura Fotos: Frank Néry

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️