PUBLICIDADE

Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020

Aulas nas escolas públicas e privadas estão suspensas até 30 de junho

As escolas podem usar a tecnologia para oferecer aulas não presenciais aos alunos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O governador de Rondônia Marcos Rocha anunciou ontem alterações no decreto estadual de Calamidade Pública. Entretanto as aulas nas escolas públicas continuam suspensas, para evitar a contaminação e o avanço do coronavírus.

As atividades educacionais presenciais na rede estadual, municipal e rede privada, ficam suspensas até o dia 30 de junho, aplicando-se em todos os municípios, ressalvada a existência de estudos apontando a viabilidade de retomada em prazo anterior. As instituições de ensino poderão fazer o uso de meios e tecnologias de informação e comunicação para a oferta de aulas não presenciais, por intermédio de plataformas digitais, radiodifusão ou outro meio admitido na legislação pertinente vigente.

Em todas as fases haverá um monitoramento rigoroso e nos primeiros 14 dias será analisado o cenário de propagação e taxa de incidência do coronavírus e, somente a partir do diagnóstico é que será avançada a cada fase.

O novo Decreto Governamental define como obrigatório o uso de máscara de proteção facial em qualquer local, principalmente em recintos coletivos, compreendido como local destinado à permanente utilização simultânea por várias pessoas, fechado ou aberto, privado ou público, como também nas áreas de circulação, nas vias públicas e nos meios de transporte; ocorrendo o seu descumprimento, acarretará a aplicação de multa, conforme legislação correspondente.

Fonte: Paulo Ricardo Leal

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️