PUBLICIDADE

Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Mais de 600 mil lojas fecharam as portas no país, afirma Sebrae

Na Avenida Jatuarana em Porto Velho é possível ver lojas com placa de aluga-se por causa da crise do coronavírus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O movimento de veículos no principal centro comercial da zona sul parece normal para esse período de quarentena das pessoas. Mas, olhando atentamente observamos algumas lojas fechadas de forma definitiva, ou seja, a crise econômica provocada pela pandemia do Covid-19 atinge diretamente comerciantes e trabalhadores.

Na Avenida Jatuarana a equipe do Noticiaro registrou duas lojas que infelizmente podem ter encerrado as atividades de forma definitiva ou ainda podem mudar de endereço após a normalidade do comércio.

Entidades de classe de Porto Velho ainda não informaram quantas empresas decidiram encerrar as atividades comerciais prejudicados diretamente pelos efeitos da crise humanitária. Entretanto, pelo Brasil afora já é possível ter informações dos prejuízos incalculáveis dos comerciantes e a demissão em massa de pessoas.

Levantamento do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às micro e pequenas empresas) aponta que pelo menos 600 mil empresas fecharam as portas. Outro dado que assusta é o número de 9 milhões de trabalhadores demitidos em razão da pandemia.

Falta de apoio

A pesquisa do Sebrae revela ainda que 59,2% dos pequenos comerciantes não conseguiram empréstimo nas instituições financeiras para honrar as dívidas. Ou seja, os bancos negaram ajuda nesse momento de crise.

Diante desse cenário desanimador, os pequenos comerciantes e empresários precisam juntar forças para continuar ou aguardar o melhor momento para retomar as atividades comerciais. O problema é, não se sabe ainda quanto isso tudo vai passar.

Fonte: Redação

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️