PUBLICIDADE

Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020

A história narrada hoje – 26 de setembro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

COMEMORA-SE: Dia Nacional do Surdo. Dia Interamericano de Relações Públicas. Dia dos Primos. Dia Internacional para Eliminação total de Armas Nucleares. Católicos lembram São Cosme e São Damião, São Senador e São Nilo.

• FATOS: 1580 — Francis Drake encerra sua circum-navegação da Terra. 1855- A lei dos sexagenários liberta todos os escravos com mais de 60 anos.

1871- Entra em vigor a lei do ventre livre no Brasil. 1896- José Montaury se torna o primeiro prefeito de Porto Alegre eleito pelo voto direto. 1905- Albert Einstein publica a teoria da relatividade.

1922- Benito Mussolini torna-se o primeiro ministro da Itália depois de realizar a marcha sobre Roma. 1978- Morre Albino Lucinani, o Papa João Paulo I. 1988- A China explode sua primeira bomba de nêutrons.

1992- O processo de Impeachment do presidente Fernando Collor de Mello é aberto. 2015- A Nasa anuncia a descoberta de água em córregos na superfície de Marte.

•FOTO DO DIA – Faziam 33 dias que ele assumira o trono de São Pedro, com aquele seu jeito simples, risonho, e a 26 de setembro de 1978 o mundo era sacudido com a notícia de que o Papa João Paulo I fora encontrado morto em sua cama, pela freira que todos os dias o acordava. Sua morte, e a postura do Vaticano que nunca permitiu uma investigação séria, suscitam até hoje especulações a respeito de que teria sido vítima de uma conspiração. Talvez envenenado, conforme o que chamam de “teoria da conspiração”, favorecida pelo próprio Vaticano.

Histórias do Lúcio
Eu soube da morte de João Paulo I às 6h30 e fui madrugar no bispado (ao lado da catedral católica de Porto Velho). Dias antes eu viera ali para perguntar sobre a morte do antecessor de João Paulo I. Dom João, o bispo, atendeu e perguntei: “D. João, o senhor tem algo a dizer sobre a morte do novo papa?” (creio que ele ainda não soubera, tal foi sua reação). ELE: “Meu filho, você só me traz notícia de morte de papa. Traga uma notícia boa”.
Outra: Dias depois eu e o jornalista Montezuma Cruz estamos em Guajará-Mirim cumprindo pauta. Naquele tempo telefonar de lá para fora só no posto da Teleron, que estava lotado, mas conseguimos furar a fila. Mandei meu material e o Monte entrou na cabina. Alguém recebendo a matéria deve ter falado sobre eleição de Joao Paulo II, mas o Monte confundiu. Abriu a porta da cabina e gritou: “Lúcio, mataram o novo papa”. Foi uma correria; ficamos lá só eu, o Monte e a nervosa da telefonista. Naquela noite muitos em Guajará devem ter rezado pela alma do substituto de João Paulo I.

 

 

Fonte: Lúcio Albuquerque - [email protected]

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️