PUBLICIDADE

Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020

Produtores rurais de Nova Mamoré são beneficiados com mais de mil toneladas de calcário

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Nova Mamoré nunca recebeu tanto calcário”, exclama admirado Ednaldo França, gerente do escritório da Emater-RO local, ao receber as primeiras 350 toneladas de calcário descarregadas na terça-feira (4) no município. Outras 210 toneladas já estão a caminho e o restante, perfazendo 1.295 toneladas, deverão ser empenhadas em breve para futura entrega.

O Programa Mais Calcário é um incentivo do governo estadual para que produtores rurais da agricultura familiar pudessem adquirir o produto com um preço mais acessível. Entretanto, apesar da viabilidade do preço para aquisição do produto, o transporte o encarecia, dificultando a compra por pequenos agricultores. Mediante essa dificuldade, o governo estadual, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO), viabilizou o transporte gratuito para esses produtores.

O transporte é custeado pelo Programa de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira (Proleite), garantindo que o calcário chegue até o município. Já descarregado, através de uma parceria firmada entre o governo estadual e algumas prefeituras locais, o produto é transportado até a propriedade rural. Com essa proposta, o governo visa fortalecer a produção agropecuária leiteira ao mesmo tempo em que contribui com a melhoria da qualidade de vida da agricultura familiar que terá mais condições para aumentar a sua produção e a renda da família.

INCENTIVO ECONÔMICO

Nova Mamoré é uma cidade que surgiu no início do século XX, com a construção da estrada de ferro Madeira Mamoré. Hoje, com pouco mais de 30 mil habitantes, busca incrementar sua economia no desenvolvimento da agricultura, com forte potencialidade para a pecuária leiteira.

Segundo dados levantados pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) durante a 47ª campanha de vacinação contra a febre aftosa, o município conta com 1.166 propriedade rurais que trabalham com pecuária leiteira. Atualmente existem pouco mais de 19 mil vacas em lactação com produtividade de 4,9 litros de leite/vaca, garantindo uma produção de aproximadamente 90 mil litros de leite/dia.

Ao transportar o calcário, o governo oferece condições ao produtor rural para corrigir a acidez de seu solo em pastagens e recuperar áreas degeneradas, garantindo assim, a sua produção com qualidade e competitividade no mercado produtivo. Cada produtor pode adquirir até 35 toneladas de calcário que serão transportadas gratuitamente até o seu município. Em Nova Mamoré 37 produtores rurais receberão um total de 1295 toneladas de calcário.

Fonte: Wania Ressutti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️