PUBLICIDADE

Sábado, 28 de Novembro de 2020

Governo afirma que calcário continua sendo transportado para municípios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Visando atender o produtor rural na melhoria de sua propriedade e produtos, Agricultura (Seagri), juntamente com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), está realizando o transporte gratuitamente do calcário até a sede dos municípios que o requisitarem, sendo a quantidade mínima transportada de 35 toneladas por produtor.

Os recursos para a entrega gratuita vêm do Programa de Desenvolvimento da Pecuária de leite de Rondônia (Proleite), no valor de R$ 1,3 milhão. O Proleite é um programa novo, que começou em 2019 e já atendeu cerca de 170 produtores rurais, abrangendo 52 municípios do Estado. Neste período foram entregues cerca de 4.304 toneladas do produto. O programa pode transportar até 20 mil toneladas de calcário (parte de uma licitação, que gerou ata de registro de preço).

Somente do início do mês de abril até a metade do mês de maio, cinco municípios receberam calcário gratuitamente, foi repassado para 28 produtores, totalizando 770 toneladas do produto. De acordo com o secretário da Seagri, Evandro Padovani, o governo de Rondônia tem desenvolvido diversas ações para fortalecer a agricultura familiar, uma delas é a aquisição e entrega de calcário dolomítico, produto importante para aumentar a produção e automaticamente a renda familiar, já que o calcário é responsável pela correção do solo, fornecendo nutrientes importantes para o cultivo de alimentos saudáveis para a população.

“Estamos trabalhando cada vez mais para levar benefícios aos nosso produtores rurais, assim não apenas os produtores serão beneficiados como também a população de Rondônia, que poderá consumir alimentos saudáveis e de qualidade”, destacou Padovani.

Critérios para o transporte gratuito 

O serviço de transporte do calcário auxiliará os pequenos produtores de leite que não têm condições financeiras para fazer o transporte de calcário, devido ao elevado custo de transporte em relação a renda do produtor de leite.

O transporte do calcário será feito da usina para a sede do município, a Emater deverá encaminhar quinzenalmente à Seagri a demanda por escritório local.

Para atendimento aos distritos, o responsável da Emater local deverá encaminhar uma declaração afirmando que as condições da estrada permitem o trânsito dos caminhões Bitrem.

Os produtores interessados podem se informar na unidade da Emater em seu município ou a mais próxima de sua propriedade que receberá todas as orientações necessárias.

“Quando os produtores, associações e cooperativas solicitam o transporte calcário, a Seagri leva o produto até o município sem custo nenhum, nosso objetivo é colaborar para o aumento da produção, melhoria na competitividade, sustentabilidade e ganho na economia para o produtor rural do estado”, ressaltou Padovani.

 

 

Fonte: Antonia Lima Secom/RO

Com muito ❤️ por go7.site
⚙️